Acidentes com eletricidade – Os mais comuns

Acidentes com eletricidade são um perigo real e mais comum do que se imagina. É interessante que a maioria das pessoas hoje em dia não tenha coragem de realmente escolher uma profissão como esta por medo desta realidade.

Entretanto é fato também que precisamos nos preocupar menos com situações anômalas, e mais no que nós podemos controlar. Afinal de contas, é realmente desafiador enfrentar várias situações que podem nos trazer algum prejuízo.

Mas hoje estamos focando realmente em alguns pontos que precisam ser levados em conta. Saber quais são os acidentes mais comuns e maneiras mais inteligentes de evitá-los. Lembrando que existem procedimentos que são comuns a todos os tipos de problemas atuais.

Vamos conferir?

eletricista-tomando-choque

Acidentes com eletricidade – Os mais comuns

Trabalhar com eletricidade pode ser realmente um risco um pouco maior do que o normal. Trabalhos que estão sujeitos a altas tensões são ainda mais perigosos, por isso existem algumas normas regulamentadoras que precisam ser obedecidas.

A NR10 é a norma regulamentadora relacionada aos serviços com alta tensão. Assim é comum que você tenha riscos e problemas para que as coisas realmente saiam dentro da linha.

Conhecer esta norma acaba sendo fundamental para que pessoas realmente comecem a trazer resultados reais no seu dia a dia, lembrando que muitas empresas exigem uma formação na área.

A lei também faz com que um curso seja ministrado de maneira obrigatória para os novos funcionários de um estabelecimento. Tudo é feito às custas da empresa prestadora também. Mas vale dizer que uma formação com certificado válido já começa a abrir muitas portas e oportunidades para as pessoas.

Então recomendo plenamente que você cogite isto antes de começar a trabalhar. Um curso de eletricista predial em SP acaba sendo muito bem complementado com uma medida dessa.

1 – Choques elétricos

Dos acidentes com eletricidade este com certeza é o mais comum. Existe uma série de problemas que ele pode trazer, que vão desde dor e desconforto, até uma perda de consciência.

Em casos mais extremos pode levar a uma incapacitação permanente e até mesmo ao óbito. O que não faltam são problemas que podem vir deste tipo de situação.

Os estragos serão relativos ao nível de potência que irá circular pelo seu corpo. O choque acontece porque você se torna um condutor de um pólo ao outro.

Mesmo nosso corpo sendo bastante resistente à passagem de eletricidade, é normal que algumas tensões sejam o suficiente para gerar alguma corrente. Por isso segurar nos dois pólos de uma pilha não causa qualquer sensação, mas uma choque de tomada sim.

Rastrear esta potência acaba sendo um problema real, então o ideal é que você nunca toque em um fio com as mãos nuas.

As luvas de proteção são feitas para exatamente esta situação. Lembrando que não se dá manutenção em redes elétricas ou algo semelhante enquanto elas estão ligadas. O risco é muito alto, e os problemas também.

Evite também ter alguma espécie de líquido por perto, que pode facilitar o problema.

2 – Arco voltaico

Esta é uma espécie bastante desconhecida de acidente, mas acontece. O arco voltaico é uma passagem de corrente por algum material que é isolante.

Um exemplo bem comum é o próprio ar atmosférico. Ele não conduz eletricidade em situações normais.

Mas assim como nos choques, o arco pode acontecer caso haja uma grande potência de maneira inesperada. Assim, mesmo que a resistência seja muito alta, a pessoa consegue enxergar a energia no ar.

Este tipo de problema, se acontecer longe de você não irá representar nenhuma ameaça. Mas se ele ocorre em uma tomada ou instalação que está mexendo, trará resultados ruins.

O mais comum é que ocorra um choque elétrico forte, causando grandes danos à pessoa. Quem possui algum problema de coração pode até mesmo sofrer mais.

Os músculos irão se retrair com muita velocidade e força, o que pode causar também uma lesão na área. E claro, também ocorrem queimaduras normalmente muito graves.

Este é um risco específico para quem trabalha em redes de alta tensão, pois mesmo que a pessoa não tenha grandes danos, pode perder a consciência ou o equilíbrio. Se a atitude for alta e o equipamento falhar, provavelmente a queda será ainda mais perigosa.

3 – Quedas

Dos acidentes com eletricidade este parece ser para muitos o mais improvável, mas não deveria. Eletricistas estão constantemente se sujeitando a ir até lugares que fazem parte de uma altura considerável sem muita segurança.

Então o ideal para que você não corra riscos é realmente fazer o seu melhor e utilizar todos os equipamentos de proteção.

Se a área é em uma casa e você precisa se expor a um problema real, então o melhor mesmo é garantir que você esteja amparado de um andaime.

Acredite, quedas em altitudes maiores que dois metros provavelmente podem causar um acidente grave, levando até mesmo ao óbito da pessoa.

Por isso não se arrisque!

4 – Queimaduras (Acidentes com eletricidade)

O calor é nosso amigo em muitas situações, mas em excesso ele irá representar algum risco real. Principalmente para quem está trabalhando com a instalação ou reparo de alguma fiação.

Fazer soldas pode ser necessário em vários casos, e para se derreter metal você vai precisar de muito calor. Então seja na sua mão, ou em qualquer outro lugar, é importante não correr o risco e ir atrás de equipamentos de proteção individual, além de atos que sejam inteligentes.

Não dar chance ao acaso é o melhor jeito de se prevenir.

Conclusão

Existem causas de acidentes que não podem ser previstas ou evitadas. Nunca se sabe quando uma delas podem acontecer, mas o fato é que elas são mais raras do que se imagina.

E claro, quando se está seguindo tudo de acordo com a norma, além de se utilizar os equipamentos corretos, a chance diminui ainda mais.

Por isso recomendo que você não deixe de se proteger. Siga sempre as dicas aqui orientadas para não acabar tendo problemas em geral.

No mais é isso, espero ter tirado suas dúvidas e ajudado. Qualquer pergunta estou à disposição para ajudar, ok?

Até a próxima!